A nova cara do Triathlon

Aos 19 anos, o triatleta Miguel Hidalgo já dá sinais de ser a nova promessa do Triathlon brasileiro! Nascido em Salto, cidade do interior de São Paulo – vizinha da famosa Itu – Hidalgo, que começou a praticar nosso esporte em 2015, é o mais velho de dois filhos e já pensou até em seguir os passos do pai na Engenharia.

Mas a paixão pelo esporte falou mais alto e Miguel tem treinado dia e noite para conseguir grandes resultados – e o melhor: o esforço tem sido recompensado!

Durante duas semanas, entre 20 e 31 de janeiro deste ano, o jovem atleta participou do Training Camp realizado em parceria com Seleção da Noruega, em Rio Maior, Portugal, acompanhado de seu treinador, Marcelo Ortiz. O evento, que também contou com a presença de atletas dinamarqueses e japoneses, foi marcado por seus treinos de nível elevadíssimo!

Sobre o Training Camp, Miguel contou para o Triathlon Brasil: “Eu achei uma experiência sensacional. Treinar junto com os melhores do mundo por duas semanas e conviver com atletas com mentalidade de campeões, disciplinados ao extremo… Me senti muito bem nesse ambiente e com certeza me acrescentou muita experiência”.

Para fechar o evento com chave de ouro, no último sábado, 01 de fevereiro, nosso jovem atleta participou do Duathlon em Rio Maior, na distância Sprint (5km de corrida, 20km de bike e 2,5km corrida), competindo com grandes nomes do Triathlon mundial.

Treinando diariamente com os atletas noruegueses, Miguel Hidalgo finalizou a prova em terceiro lugar, vencendo na categoria sub 23 e alcançando um excelente resultado, pois participaram da prova alguns dos melhores atletas de Portugal, o campeão do mundo Junior de Lausanne, em setembro de 2019, Ricardo Batista; o japonês e Kenji Nener, já qualificado para os Jogos Olímpicos 2020 e Kristian Blummenfelt, vencedor da Grand Final em Lausanne.

“Me senti muito bem na prova. Fiz meu melhor tempo nos primeiros 5km de uma forma controlada. Na bike eu estava no primeiro grupo com quatro atletas. Fui muito bem na segunda corrida também, e acabei ficando em terceiro lugar, atrás de dois grandes atletas, Kristian Blummenfelt (Noruega) e Kenji Nener (Japão)”, completa Hidalgo!

Parabéns, Miguel!

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Como posso te ajudar?