Centro de Treinamento Time Brasil reabrirá no dia 20 de julho

Seguindo os protocolos de segurança do COB, nesta primeira fase de retorno, no máximo 40 atletas poderão utilizar as instalações

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) reabrirá o Centro de Treinamento Time Brasil na próxima segunda-feira, dia 20. Seguindo os rígidos protocolos do Guia para a Prática de Esportes Olímpicos no Cenário da COVID-19, lançado em junho pela entidade, neste primeiro momento no máximo 40 atletas poderão entrar na instalação. O acesso será permitido ainda para treinadores, equipes multidisciplinares e funcionários do COB, todos testados previamente. Localizado no Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro, o CT Time Brasil está fechado desde 18 de março.

O primeiro grupo a utilizar o CT Time Brasil será formado por atletas que residem no Rio e já garantiram vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio ou estão próximos da classificação olímpica e não integram a Missão Europa, que levará um grupo de atletas e oficiais para um período de treinamento em Portugal. Novas permissões serão concedidas gradualmente, de acordo com as cinco fases estabelecidas pelo protocolo do COB.

Ao longo desta semana, todas as pessoas autorizadas a entrar no centro de treinamento realizarão os exames de sorologia, para verificar a resposta imune, e RT-PCR, considerado padrão ouro na resposta ao Covid-19. Em caso de diagnóstico positivo, elas não poderão usar o CT e ficarão em quarentena. Também estão sendo intensificadas a montagem de equipamentos, sinalizações e simulações de fluxo do CT Time Brasil.

Neste primeiro momento, o COB reabrirá as piscinas olímpica e de saltos do Parque Aquático Maria Lenk, além da Sala de Força e Condicionamento e o Laboratório Olímpico. O Centro de Treinamento de Ginástica Artística permanece fechado, pois a higienização dos equipamentos levará mais tempo. Enquanto isso, os atletas da seleção brasileira da modalidade treinarão em Sangalhos (Portugal), integrando a Missão Europa.

“O COB segue priorizando a segurança, saúde e integridade física de todos os envolvidos com a prática esportiva de alto rendimento no país. Desde o início da pandemia, realizamos uma série de ações visando minimizar o impacto na preparação dos atletas. Agora temos a abertura gradual do Centro de Treinamento Time Brasil, uma ação muito bem planejada, feita seguindo todos os cuidados e recomendações das autoridades. Estamos felizes com a volta dos atletas ao nosso CT e esperamos que em breve ele possa estar funcionando em plena capacidade, sempre dentro dos protocolos”, afirmou o diretor de Esportes do COB, Jorge Bichara.

Ao longo dos últimos quatro meses, o COB esteve muito próximo dos atletas brasileiros e procurou prestar todo o suporte necessário. Assim que o CT Time Brasil foi fechado, a entidade cedeu equipamentos para utilização em suas casas durante o período de isolamento social e produziu um manual com orientações de saúde e treinamento. Os atletas que utilizavam o CT tiveram ainda acompanhamento diário dos profissionais das áreas de preparação física, fisioterapia, psicologia e nutrição, que elaboraram programas de atendimento específicos para este momento único.

Atualmente, a entidade trabalha em duas grandes frentes. Além da reabertura do CT Time Brasil, coloca em prática a Missão Europa, que proporcionará a volta aos treinos para cerca de 200 atletas. A atenção do COB, que possui gestores específicos para cada modalidade olímpica, também está voltada às mais diversas ações, seja de confederações ou clubes, entre outros agentes do esporte.

“Além da reabertura do CT Time Brasil e da Missão Europa, o COB, em parceria com as confederações e clubes, vem atuando para recolocar nossos atletas em atividade. Estamos acompanhando todas as ações e as monitorando para identificar qualquer necessidade específica. Para o COB, nada é mais importante que o atleta, por isso todas as nossas atenções são voltadas para que consigamos retomar nossas atividades com segurança, dosando a carga de treinos e evitando riscos de lesões. Mais do que nunca um planejamento adequado e um monitoramento permanente serão fundamentais para passarmos por um dos momentos mais difíceis de nossa história”, declarou Jorge Bichara.

Sobre o COB:

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) é uma organização não governamental, filiada ao Comitê Olímpico Internacional (COI), que trabalha na gestão técnica, administrativa e política do esporte nacional. A missão do COB é desenvolver e representar com excelência o esporte de alto rendimento do Brasil, trabalhando na melhoria de resultados esportivos do Time Brasil, elevando a maturidade de gestão do COB e Confederações filiadas e fortalecendo a imagem do esporte olímpico brasileiro. É dever do COB ainda proteger e promover os valores olímpicos em território nacional.

Ao longo de seus 105 anos de existência (fundado em 8 de junho de 1914), o COB já levou o Brasil à conquista de 129 medalhas (30 de ouro, 36 de prata, 63 de bronze) em Jogos Olímpicos e 37 medalhas em Jogos Olímpicos da Juventude (11 de ouro, 15 de prata e 11 de bronze.

Coca-Cola , Alibaba Group , Atos , Bridgestone , Dow , GE , Intel , Omega , Panasonic , P&G , Samsung , Toyota e Visa são Patrocinadores Olímpicos Mundiais (programa TOP do Comitê Olímpico Internacional). O COB tem suporte das empresas: Estácio e Peak – Patrocinadores Oficiais; Aliansce e Travel Ace – Apoiadores Oficiais; Ajinomoto e BRW – Parceiros Oficiais; e Match Hospitality AG – Revendedora de Ingresso e Pacote Oficial para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

× Como posso te ajudar?